Statistics

    Map

Twitter

Quality of Living Perceived of the Young People of the Vale do Sinos / RS/Brazil
( Vol-5,Issue-5,May 2018 )
Author(s):

Gustavo Roese Sanfelice, Francieli Machado de Souza, Márcio José Testolin, Aline Belem Machado, Daiane Bolzan Berlese

Keywords:

Young people, Quality of Life, WHOQOL-Bref.

Abstract:

The objective of this study was to identify the Quality of Life level of young people from Vale do Sinos / RS. The methodology was observational, descriptive and transversal. The sample had 391 young people. The data collection instruments were the WHOQOL-Bref and a socioeconomic questionnaire. Resulting in a total average score of 52.37 points, the highest for the Social Relations Domain and the lowest for the Environment. When compared to the variables "Sex", "Income" and "Age", the one with the highest statistically significant association among the domains was "Income", followed by "Sex" and "Age". It was concluded that the QoL of young people is smaller when compared with other studies, being relevant investments in public policies.

ijaers doi crossref DOI:

10.22161/ijaers.5.5.24

Paper Statistics:
  • Total View : 116
  • Downloads : 14
  • Page No: 182-190
Cite this Article:
MLA
Gustavo Roese Sanfelice et al ."Quality of Living Perceived of the Young People of the Vale do Sinos / RS/Brazil". International Journal of Advanced Engineering Research and Science(ISSN : 2349-6495(P) | 2456-1908(O)),vol 5, no. 5, 2018, pp.182-190 AI Publications, doi:10.22161/ijaers.5.5.24
APA
Gustavo Roese Sanfelice, Francieli Machado de Souza, Márcio José Testolin, Aline Belem Machado, Daiane Bolzan Berlese(2018).Quality of Living Perceived of the Young People of the Vale do Sinos / RS/Brazil. International Journal of Advanced Engineering Research and Science(ISSN : 2349-6495(P) | 2456-1908(O)),5(5), 182-190. http://dx.doi.org/10.22161/ijaers.5.5.24
Chicago
Gustavo Roese Sanfelice, Francieli Machado de Souza, Márcio José Testolin, Aline Belem Machado, Daiane Bolzan Berlese. 2018,"Quality of Living Perceived of the Young People of the Vale do Sinos / RS/Brazil". International Journal of Advanced Engineering Research and Science(ISSN : 2349-6495(P) | 2456-1908(O)).5(5):182-190. Doi: 10.22161/ijaers.5.5.24
Harvard
Gustavo Roese Sanfelice, Francieli Machado de Souza, Márcio José Testolin, Aline Belem Machado, Daiane Bolzan Berlese. 2018,Quality of Living Perceived of the Young People of the Vale do Sinos / RS/Brazil, International Journal of Advanced Engineering Research and Science(ISSN : 2349-6495(P) | 2456-1908(O)).5(5), pp:182-190
IEEE
Gustavo Roese Sanfelice, Francieli Machado de Souza, Márcio José Testolin, Aline Belem Machado, Daiane Bolzan Berlese."Quality of Living Perceived of the Young People of the Vale do Sinos / RS/Brazil", International Journal of Advanced Engineering Research and Science(ISSN : 2349-6495(P) | 2456-1908(O)),vol.5,no. 5, pp.182-190,2018.
Bibtex
@article {gustavoroesesanfelice2018quality,
title={Quality of Living Perceived of the Young People of the Vale do Sinos / RS/Brazil},
author={Gustavo Roese Sanfelice, Francieli Machado de Souza, Márcio José Testolin, Aline Belem Machado, Daiane Bolzan Berlese},
journal={International Journal of Advanced Engineering Research and Science},
volume={5},
year= {2018},
}
Share:
References:

[1] Aquino, L. (2008). A Juventude Brasileira em Questão. Desafios do Desenvolvimento. Rev. Informações e Debates do Inst. De Pesquisa Econômica Aplicada - IPEA. Ano 5. Ed. 42.
[2] Barrientos, L. A.,Suazo, S. V. (2007). Fatores associados a Qualidade de Vida de Enfermeira Hospitalares Chilenas. Rev. Latino-amEnfermagem, v. 15, n. 3.
[3] Branco, J. C.,Giusti, P. H., Almeida, A. R.,Nichorn, L. F. (2010). Qualidade de vida de colaboradores de hospital universitáriodo Sul do Brasil. J Health SciInst, v. 28, n. 2, p.199-203.
[4] Brasil.Secretaria de Governo. Política Nacional de Juventude.Retrieved from http://www.secretariadegoverno.gov.br/iniciativas/juventude/politica-nacional
[5] Brasil. (2015). Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Contagem Populacional.Retrievedfromhttp://www.sidra.ibge.gov.br/bda/tabela/listabl.asp?z=pnad&o=3&i=P&c=261
[6] Brasil. (2010). Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas – IBGE. Censo Demográfico 2010. Educação e Deslocamento: Resultados da amostra. Retrievedfromhttp://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/periodicos/545/cd_2010_educacao_e_deslocamento.pdf
[7] Chazan, A. C. S., Campos, M. R.,Portugual, F. B. (2015). Qualidade de vida de estudantes de medicina da UERJ por meio do Whoqol-bref: uma abordagem multivariada. Ciência & Saúde Coletiva, v. 20, n. 2, p. 547-556.
[8] Conselho Nacional de Juventude. (2006). Diretrizes e Perspectiva. São Paulo. Conselho Nacional de Juventude.
[9] Dimas, I. M., Pereira, M. D., Canavarro, M. C. (2013). Ajustamento psicossocial, ajustamento diádico e resiliência no contexto de desemprego. Aná. Psicológica, v. 31, n. 1, p. 3-16.
[10] Eurich, R. B.,Kluthcovsky, A. C. G. C. (2008). Avaliação da qualidade de vida de acadêmicos de graduação em Enfermagem do primeiro e quarto anos: influência das variáveis sociodemográficas. Rev. Psiquiatr RS, v.30, n. 3, p. 211-220.
[11] Ferreira, T. S., Siqueira, C. F., Castro, H. O., Costa, V. T.,Noce, F. (2009). A influência da atividade física e do perfil socioeconômico na qualidade de vida. Coleção Pesquisa em Educação Física, v. 8, n. 5, p. 13-18.
[12] Fleck, M. P. A., Louzada, S., Xavier, M.,Chachamovich, E., Vieira, G., Santos, L.,Pinzon, V. (2000). Aplicação da Versão em Português do Instrumento Abreviado de Avaliação da Qualidade de Vida “WHOQOL-Bref”. Revista de Saúde Pública, v.34, n. 2, p.178 – 83.
[13] Gordia, A. P., Quadros, T. M. B., Campos, W. (2009). Variáveis sociodemográficas como determinantes do domínio meio ambiente da qualidade de vida de adolescentes. Ciência & Saúde Coletiva, v. 14, n. 6, p. 2261-2268.
[14] Lima-Costa, M. F., Barreto, S., Giatti, L. (2002). A situação socioeconômica afeta igualmente a saúde de idosos e adultos mais jovens no Brasil? Um estudo utilizando dados da Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílios –PNAD/98. Ciência & Saúde Coletiva, v. 7, n. 4, p. 813-824.
[15] Manzatto, L., Rocha, T. B. X., Vilela Júnior, G. B., Lopes, G. M., Sousa, J. A. (2011). Consumo de Álcool e Qualidade de Vida em Estudantes Universitários. Revista da Faculdade de Educação Física da UNICAMP. Campinas, v. 9, n. 1, p. 37-53.
[16] Martins, L. M., França, A. P. D., Kimura, M. (1996). Qualidade de vida de pessoas com doença crônica. Rev Latino-am.enfermagem, Ribeirão Preto, v. 4, n. 3, p. 5-18.
[17] Mello-Silva, A. C. C., Brasil, V. V.,Minamisava, R., Oliveira, L. M. A. C., Cordeiro, J. A. B. L., Barbosa, M. A. (2012). Qualidade de Vida e Trauma Psíquico em Vítimas da Violência por Armas de Fogo. Texto Contexto Enferm., v. 21, n. 3, p. 558-65.
[18] Pereira, É. F., Teixeira, C. S., Santos, A. (2012). Qualidade de Vida: Abordagens, conceitos e Avaliação.Rev. Bras. Educ. fís. Esporte, São Paulo, v. 26, n. 2, p 241-50.
[19] Pieron, M. (2004). Estilo de Vida, Prática de atividades Físicas e Esportivas, Qualidade de Vida. Fitness & Performance Journal, v.3, n.1, p. 10-17.
[20] Pierone, J. M.,Vizzotto, M. M., Heleno, M. G. V.,Farhat, C. A. V., Serafim, A. P. (2016). Qualidade de vida de usuários de parques públicos. Bol. Psicol, v. 66, n. 144, p. 99-112.
[21] Santos, E. C. M., França Junior, I., Lopes, F.(2007). Qualidade de Vida de pessoas vivendo com HIV / AIDS em São Paulo, Brasil. Rev. Saúde Pública, v. 41, n. 2, p. 64-71.
[22] Silva, É. C., Heleno, M. G. V. (2012). Qualidade de Vida e Bem-Estar de Estudantes Universitários. Revista Psicologia e Saúde, v. 4, n. 1, p. 69-76.
[23] Silva, R. S., Silva, V.R. (2011). Política Nacional da Juventude: trajetória e desafios. Caderno CRH, Salvador. v 24, n. 63, p. 663-678.
[24] Skopinski, F., Resende, T. L., Schneider, R. H. (2015). Imagem Corporal, Humor e Qualidade de Vida. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol., Rio de Janeiro, v. 18, n. 1, p. 95-105.
[25] Sposito, M. P.,Carrano, P. C. R. (2003). Juventude e Políticas Públicas no Brasil. Revista Brasileira de Educação, v.1, n. 24, p 16-40.
[26] Vieira, F. S., Martins, G. C., Rodrigues, G., Novelli, C., Noda, D. K. G., Oliveira, H. F. R., Leal, K. A. S., Camargo, L. B., Casagrande, R. M. (2015). Qualidade de Vida de Universitários Tabagistas no Interior de São Paulo. Revista CPAQV – Centro de Pesquisas Avançadas em Qualidade de Vida, v. 7, n. 2, p. 1-9.
[27] Wilke, M. V. M. B.,Vairo, F. P., Oliveira Netto, C. B., Schwartz, I. V. D. (2013). Avaliação da Qualidade de Vida em Jovens Adultos com Doença de Gaucher Tipo 1. Revista HCPA, v. 33, n.1.